EnglishJapanesePortugueseSpanish

PF deflagra 2ª fase da Operação Alcatraz e cumpre 20 mandados de prisão em SC

Prisões são cumpridas em Florianópolis, Joinville e Xanxerê. Operação cumpre ainda 34 mandados de busca e apreensão19/01/2021 – 08h14 – Atualizada em: 19/01/2021 – 16h44

Segunda fase da operação foi deflagrada pela PF nesta terça-feira (19)(Foto: Diorgenes Pandini, Diário Catarinense)

> Operação Alcatraz: Julio Garcia tem prisão domiciliar decretada

Segundo a PF, foram expedidos 20 mandados de prisão – 11 mandados de prisão preventiva e outros nove de prisão temporária. As prisões foram cumpridas em Florianópolis, Joinville e Xanxerê. Durante a tarde, a PF informou que foram cumpridos 11 mandados de prisão preventiva e oito temporárias. Um último mandado de prisão temporária não foi cumprido por causa das condições de saúde do investigado, segundo a PF.

Os nomes dos presos não foram divulgados pela Polícia Federal. No entanto, a reportagem apurou que entre os detidos está o presidente da Assembleia Legislativa (Alesc), Julio Garcia (PSD), que é alvo de mandado de prisão domiciliar. A informação foi confirmada pelo advogado do deputado, Cesar Abreu.Leia maisCONFUSÃOHomem se nega a colocar máscara e cinto de segurança durante voo e vai preso em NavegantesIMUNIZAÇÃOVacina da Covid em SC: 144 mil doses chegam para a primeira fase da vacinação

Outro preso na operação é o empresário Jefferson Colombo, dono da empresa Apporti. A prisão preventiva do empresário foi confirmada pelo advogado dele, Francisco Ferreira. Em uma das denúncias da fase anterior da Operação Alcatraz, Jefferson Colombo foi apontado como operador financeiro do deputado estadual Julio Garcia no suposto esquema investigado.

Quem também aparece entre os detidos é o ex-secretário-adjunto de Administração do Estado, Nelson Castelo Branco Nappi Júnior. Ele já estava em prisão domiciliar por conta da primeira fase da Operação Alcatraz, e foi alvo de mandados de prisão preventiva e busca e apreensão na etapa deflagrada nesta segunda. Ele permanece preso em casa e com tornozeleira eletrônica.

A PF informou na entrevista coletiva que, em função da pandemia de Covid-19, os detidos na operação desta terça-feira vão cumprir prisão domiciliar. Eles foram levados até a sede da instituição em Florianópolis, prestaram depoimento e receberam tornozeleiras eletrônicas antes de voltarem para casa.

Três empresas investigadas na segunda fase da Operação Alcatraz têm sede em Florianópolis. A operação cumpriu ainda 34 mandados de busca e apreensão. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal. 

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Últimas Notícias ...